Rochas manchadas com guano de aves marinhas.

Qualquer excremento de aves marinhas, focas ou morcegos que tenha valor para os humanos como fertilizante pode ser chamado de guano. O termo se originou no Peru para diferenciar as fezes inúteis de pássaros dos excrementos ricos em nutrientes de corvos-marinhos, pelicanos e outras aves marinhas. O uso da palavra desde então foi ampliado para incluir, especialmente, a mistura de restos e excrementos de morcegos que se acumulam no chão de cavernas.

Benefícios econômicos

Os excrementos de morcego podem ser chamados de guano.

Séculos atrás, os fazendeiros da América do Sul colheram as pilhas brancas de excrementos de pássaros de litorais e ilhas para usar como fertilizante em suas plantações. A exportação de guano para a Europa tornou-se economicamente vantajosa para os agricultores. O guano de morcego também tem uma longa história agrícola e econômica em Cuba. No século 21, fezes de cavernas de morcegos nos Estados Unidos, Ásia, Cuba e América do Sul são comercializadas como alguns dos melhores fertilizantes orgânicos disponíveis.

Composição química

O guano de morcego também tem uma longa história agrícola e econômica em Cuba.

O guano de morcego é um fertilizante ideal devido à sua composição química. Rico em nitrogênio e fósforo, fornece produtos químicos importantes para as plantações. É colhido nas profundezas das cavernas, onde é protegido da luz do sol, da chuva e do vento e não se decompõe tão rapidamente quanto outras matérias orgânicas. Quando os excrementos são expostos à água, os nitratos neles contidos podem ser removidos, por isso, a proteção contra a chuva ajuda a manter a sua utilidade. O Guano também possui fungos e bactérias benéficos que atuam como fungicidas naturais para proteger as plantas contra doenças.

Fertilizante orgânico

As fezes do pelicano podem ser incluídas como um tipo de guano, um fertilizante feito de fezes de pássaros.

Embora os fertilizantes químicos sejam mais amplamente usados ​​pelos agricultores modernos, o guano continua sendo um recurso fundamental para os agricultores orgânicos, especialmente os dos Estados Unidos. O agricultor pode solicitar uma determinada cor, espécie de morcego ou local de origem, além de solicitar uma determinada composição química. Os excrementos dos morcegos são mais ricos do que as fezes das aves marinhas ou de foca e são mais abundantes. Eles também são muito mais ricos em nutrientes para as plantas do que a mesma quantidade de esterco de cavalo ou de vaca, e não têm o mesmo odor pungente.

Aspectos negativos

Alguns críticos dizem que a colheita de guano de morcego em cavernas tem certos efeitos prejudiciais. O processo, também chamado de mineração, perturba o habitat dos morcegos e pode levá-los ao pânico, o que pode fazer com que os morcegos deixem cair seus filhotes, não se alimentem ou não descansem o suficiente. Ele tem sido responsabilizado pela diminuição da população de morcegos nas áreas onde o guano é colhido. A remoção de fezes de morcegos das cavernas também afeta outras espécies animais que dependem dos excrementos para obter nutrientes.