A pigmentação usada nas pinturas rupestres de Lascaux era derivada do óxido de ferro.

O óxido de ferro é qualquer um de uma gama de compostos químicos constituídos por ferro e oxigênio . A maioria deles ocorre naturalmente; alguma forma no solo ou em depósitos químicos em rochas ou montanhas, e a ferrugem também é uma fonte muito comum e conhecida. Nem todos os óxidos são úteis para os humanos, mas várias variedades desempenham papéis importantes na indústria, nos cosméticos e na arte. Os fabricantes costumam confiar neles para adicionar pigmentos e também para fornecer certas propriedades eletrônicas e magnéticas a coisas como cartões bancários e dispositivos de digitalização digital.

De onde vem

Ferrugem de óxido de ferro na superfície de uma corrente.

O ferro é um elemento metálico com o símbolo químico Fe e é uma das substâncias minerais mais prolíficas e de ocorrência comum na Terra. Cientistas estimam que seja encontrado em aproximadamente 5% da crosta do planeta e também exista em seu núcleo. O ferro se transforma em óxido de ferro quando entra em contato com o oxigênio, sozinho ou em combinação com outros elementos, como a água. Quando o mineral é exposto à água e ao ar por longos períodos de tempo, geralmente produz ferrugem, que é um óxido marrom-avermelhado.

O pigmento de óxido de ferro preto é freqüentemente usado em rímel e outros cosméticos.

Depósitos de óxido de ferro também ocorrem no solo. Os especialistas geralmente acreditam que eles foram criados pela precipitação de ferro da água do mar durante o Eon Proterozóico, cerca de 1,6 bilhão de anos atrás. Esses depósitos são encontrados em locais ao redor do mundo, embora as maiores concentrações tendam a ser no que hoje são os Estados Unidos, Índia, Austrália, China, Brasil e Rússia.

Tipos diferentes

O óxido de ferro pode ser encontrado na sombra dos olhos.

O ferro oxida de duas maneiras diferentes e os resultados abrangem um espectro, sendo alguns principalmente ferro e outros principalmente oxigênio. A cor final e as especificações técnicas variam de acordo. Existem duas formas primárias, conhecidas como (II) e (III), do óxido na natureza, embora diferentes elementos e compostos às vezes sejam extraídos de ambas as fontes. A ferrugem, por exemplo, é conhecida como óxido de ferro (II, III) e possui a estrutura química Fe 2 O 3 , embora a designação (II, III) também seja dada à magnetita , um composto com a estrutura Fe 3 O 4; vários outros compostos também podem ser incluídos neste agrupamento. Na maioria dos casos, as designações numéricas dizem mais sobre como o ferro elementar e o oxigênio se ligam do que a aparência da substância.

O óxido de ferro pode ser encontrado no creme facial.

A cor também é importante. Na maioria dos casos, o ferro com concentrações pesadas (II) tende a ser preto profundo e cor de carvão , enquanto aqueles com uma composição (III) caem mais na extremidade marrom-avermelhada do espectro. O planeta Marte, por exemplo, é frequentemente conhecido como o “planeta vermelho” graças às altas concentrações de óxido de ferro (III) em sua crosta e solo.

Uso em Eletrônica

Alguns protetores solares são fabricados com óxido de ferro.

Entre os elementos estáveis ​​em temperatura ambiente, geralmente há apenas três que são naturalmente magnéticos: cobalto , níquel e ferro; entre eles, o ferro costuma ser o mais magnético, que os fabricantes costumam capitalizar na produção de imãs, peças eletrônicas, fitas cassete de áudio e vídeo e cartões de crédito bancários e magnetizados. Nesses casos, um pouco de óxido em pó é combinado com outros elementos e selantes para criar fitas ou bandas magnéticas que podem ser usadas para ajudar a manter as peças funcionando carregadas e no lugar. O fato de o óxido ocorrer naturalmente na natureza também ajuda a manter os custos baixos.

Aplicações Cosméticas

O óxido de ferro pode ser encontrado na graxa de sapatos.

The cosmetics industry uses the compound to create various pigments in make-up as well. Most oxide forms are non-toxic, water repellent, and do not run or bleed, making them an ideal additive to products like mascara, liquid and powder foundation, and eye shadow. Oxides can also be found in certain types of health products such as talcum powder, facial cream, and body cream. Some sunblock products contain it as well. Its structure is often thought to help block the sun’s harmful ultraviolet rays from damaging human skin.

Importance in Art

In the art world, iron oxide is used to create pigments such as burnt sienna and burnt umber. Colors and paints made this way tend to be permanent and long lasting. Though the precise method of coloring paints has changed somewhat over time, the basic concept has been at play since the prehistoric age; the cave paintings at Lascaux, France, are just one example of how long this compound has been used and how well paints made with iron last. Modern manufacturers rarely rely on it alone to form base colors and pigment foundations, though it is often still an important ingredient.

In Industry

The compound in its various types and combinations has a range of different uses in industry. Pigments are frequently used to dye such things as commercial-grade paint, concrete, leather, and shoe polish, for example; products like tiles and rubber sometimes also contain it for color and stability. Iron oxide is also added to different nutrients, feeds, and medications in trace amounts, usually as a way of maintaining chemical balance between different active ingredients.