O tipo mais comum de cavalo é o cavalo de sangue quente.

O cavalo de sangue quente é o tipo mais comum de cavalo. Não são tão pequenos e musculosos como os cavalos de sangue quente, nem tão altos e musculosos como os cavalos de sangue frio. A maioria das raças de cavalos de sangue quente se originou na Europa, embora também existam cavalos de sangue quente asiáticos e americanos. Muitas das raças mais populares de cavalos são de sangue quente.

Cavalos de sangue quente são desejáveis ​​para competições de salto.

O termo cavalo de sangue quente não descreve uma raça, mas sim uma classificação. Existem muitas raças classificadas como de sangue quente, muitas das quais são usadas popularmente como cavalos de competição para adestramento e salto. Como o cavalo médio de sangue quente é quase tão alto quanto seus primos de sangue frio, eles geralmente são grandes o suficiente para satisfazer as necessidades da maioria dos cavaleiros modernos. No entanto, eles têm a construção levemente musculosa de um cavalo de sangue quente, o que significa que eles têm mais energia e resistência do que os cavalos de sangue frio.

Cavalos de sangue quente descreve uma classificação de cavalos, não uma raça.

Muitos cavalos de sangue quente são cuidadosamente criados por meio de registros de sangue quente. Embora cada registro tenha seu próprio foco, quase todos os principais registros de sangue quente se concentram em cavalos reprodutores que se destacam em adestramento e salto. A maioria dos registros de sangue quente se reproduz por meio de um método de livro genealógico aberto, o que significa que apenas um dos pais precisa ser de sangue quente, embora algumas raças, como Percherons e Morgans, sejam geralmente reproduzidas por meio de um livro genealógico fechado, o que requer que ambos os pais ser de raça pura.

Um cavalo de sangue quente que se tornou bastante famoso é o Lipizzaner, que foi desenvolvido na Áustria séculos atrás.

O cavalo de sangue quente mais conhecido é provavelmente o Quarter Horse. Embora às vezes classificado como um cavalo de carga em vez de um verdadeiro sangue quente, os cavalos quarto de milha originaram-se na Virgínia e existem há mais de trezentos anos. Eles estão entre as raças mais populares entre os cavaleiros hoje, pois sua constituição atlética os torna um cavalo versátil perfeito.

Outro tipo de cavalo de sangue quente que se tornou bastante famoso é o Lipizzaner. A raça – um cruzamento entre cavalos espanhóis, farpados e árabes – foi desenvolvida na Áustria séculos atrás e se tornou famosa por causa da Spanish Riding School, uma escola de equitação de elite em Viena. Embora os cavalos Lipizzaner vistos em shows sejam geralmente cinzentos ou brancos, eles na verdade nascem pretos – seu cabelo clareia gradualmente ao longo de suas vidas.

Muitas raças de cavalos selvagens também são classificadas como de sangue quente. Um exemplo bem conhecido é o Mustang, um cavalo selvagem encontrado no sudoeste dos Estados Unidos. Na verdade, esses cavalos descendem de cavalos domesticados – os cavalos trazidos para a América pelos espanhóis há quase quinhentos anos. O Camargue é uma raça selvagem de cavalo de sangue quente que vive em uma região da costa da França. Sua coloração branca ou cinza fez com que eles se tornassem conhecidos como os “cavalos selvagens brancos do mar”.

Outros tipos de cavalos de sangue quente incluem Palominos e Pintos, raças mais conhecidas por sua coloração. Os palominos têm pelagens douradas marcantes, com crinas e caudas muito claras ou brancas, enquanto os Pintos têm pelagens com duas cores diferentes, como o marrom e o branco ou o preto e branco. O termo Pinto é frequentemente confundido com a raça conhecida como Paint; embora os cavalos pintores sejam freqüentemente também Pintos, a coloração pinto não torna um cavalo um Pinto.