O verbalismo é a tendência de basear o raciocínio em palavras ao invés de conceitos . Desse modo, ao raciocinar, dá-se mais relevância aos termos do que às próprias idéias.

O uso incorreto das palavras e a falta de correspondência entre elas e o que é expresso são sinais de verbalismo. Quando alguém faz mau uso das palavras, ou mesmo as usa sem saber seu significado, deixa os conceitos em segundo plano.
A origem do verbalismo é encontrada na ligação entre o pensamento e a expressão verbal . Quando essa relação é fraca, a pessoa não pensa com precisão e, por sua vez, não usa as palavras como deveria. O verbalismo, neste quadro, é uma falha que se reflete ao se expressar.

No campo educacional, o verbalismo é um procedimento pedagógico que privilegia a memória verbal : isto é, o armazenamento de informações na forma de palavras lidas ou ouvidas. Desse modo, o verbalismo não se orienta por fatos ou experiências como veículo de aprendizagem.
O verbalismo se torna um problema na educação quando os alunos memorizam palavras sem compreender totalmente seu significado . Isso significa que eles não podem contextualizar os termos, estabelecer relações ou gerar novos conhecimentos a partir deles.
É por isso que muitos educadores enfatizam a importância de fazer com que os alunos entendam os processos , ao invés de tentar que eles memorizem dados. O verbalismo não é suficiente para a construção do conhecimento e pode até ser um obstáculo.