Viking é uma noção que vem do termo inglês viking , que por sua vez deriva do nórdico Vikingr . O conceito faz alusão aos povos escandinavos que, entre os séculos VIII e XI , realizaram múltiplas viagens pelo continente europeu.

Os vikings foram grandes navegadores que realizaram inúmeros ataques em vários territórios. Não está claro o que levou essas comunidades a deixar a Península Escandinava , embora os historiadores levantem hipóteses como problemas para desenvolver o comércio na região e superpopulação. Alguns até se referem a uma decisão tática: os vikings teriam aproveitado a fraqueza política e militar de outras nações para atacá-los e conquistar novos territórios.

Além dos motivos que levaram os vikings a navegar para outras regiões , sua decisão foi possibilitada por seu poderio naval . Os vikings desenvolveram navios capazes de cruzar grandes distâncias com rapidez e segurança.
O ataque ao mosteiro britânico de Lindisfarne em 793 é considerado o início da chamada Era Viking , marcada por ataques e explorações recorrentes pelos escandinavos. Além das Ilhas Britânicas, os Vikings também fizeram excursões pela França , Espanha , Rússia e até mesmo certas regiões da América do Norte .
Deixando de lado seu poder militar e naval, pode-se notar que os vikings apelavam para a escrita de símbolos conhecidos como runas e que suas crenças eram politeístas e pagãs. Ao longo dos anos, muitas comunidades Viking adotaram o Cristianismo como religião.
Além de tudo isso, temos que dizer que existe uma série de televisão intitulada “Vikings”. Ele estreou em 2013 e é co-produzido entre o Canadá e a Irlanda.
Michael Hirst é o diretor desta produção, feita pelo canal de televisão The History Channel, que gira em torno da figura do viking Ragnar Lodbrok, considerado um dos personagens mais famosos desta cultura. Ficou comprovado que ele foi um grande navegador, um guerreiro feroz, alguém muito ambicioso e, acima de tudo, muito corajoso.
No entanto, não podemos esquecer que também existe um filme intitulado “Os Vikings”. Foi lançado em 1958 e foi a adaptação para o cinema do romance homônimo do escritor americano Edison Marshall.
O filme foi dirigido por Richard Fleischer e teve um elenco formado por atores como Kirk Douglas, Janet Leigh, Tony Curtis e Ernest Borgnine. Contava a história de um Viking que abusou da rainha do país durante a invasão da Inglaterra e um homem nasceu como resultado dessa relação sexual. Trinta anos depois desse nascimento, pai e filho se encontrarão novamente sem que nenhum dos dois perceba os laços emocionais que os unem.

Além disso, devemos levar em conta uma série de desenhos animados icônica dos anos 70 que foi chamada de “Vickie the Viking.” Ele girava em torno de um personagem criado pelo escritor Runer Johnson, um garoto que vivia em uma aldeia viking que atendia pelo nome de Flake.
Hoje, os povos escandinavos são geralmente chamados de vikings , independentemente de sua conexão histórica.