A redução de áreas florestadas resulta em perda de biodiversidade.

Alguns dos principais efeitos do desmatamento incluem perda de biodiversidade , mudança climática local e aquecimento global. Os agricultores costumam ter problemas para cultivar as safras, o que normalmente resulta em mais problemas, como o aumento dos preços dos alimentos. Erosão do solo e deslocamento cultural também podem ocorrer. Aqueles que desejam resolver o problema têm uma variedade de opções, entretanto.

Perda de biodiversidade

A reciclagem é uma forma de combater o desmatamento.

A perda de biodiversidade geralmente ocorre após uma redução na quantidade de terras florestadas. Árvores, arbustos e outras plantas fornecem abrigo, alimento e sombra para uma enorme variedade de bactérias, fungos, insetos, animais e pássaros. Quando ocorre o desmatamento, geralmente é muito mais difícil para o meio ambiente sustentar essa variedade, simplesmente porque nem todos os organismos podem sobreviver no mesmo habitat ou condições.

O desmatamento é a remoção de todas as árvores de uma área e o uso da terra para outros fins.

De acordo com a National Geographic, até 70% das plantas e animais do mundo vivem em florestas. Especialistas da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN), World Wildlife Fund e outros grupos ambientalistas acreditam que, por causa desse problema, o planeta já perdeu milhares de espécies e pode perder outras milhares.

Mudança Climática Local

A remoção extensiva de árvores pode levar ao ressecamento do solo.

As plantas liberam umidade no ar como resultado da respiração celular , o complexo processo metabólico pelo qual os seres vivos obtêm energia. Folhas e galhos também filtram a luz do sol e evitam que ela atinja o solo diretamente, então, na maioria dos casos, o solo e o ar sob a copa da floresta permanecem úmidos e relativamente frios. Quando as árvores são removidas, o solo geralmente começa a secar e não pode suportar tantos seres vivos, e as temperaturas locais aumentam devido à falta de sombra. A chuva normalmente ocorre com menos frequência devido à falta de vapor de água no ar. Alguns cientistas argumentam que um dos maiores efeitos do desmatamento é um aumento maciço no terreno desértico, pois o solo privado de umidade constante pode eventualmente se transformar em areia estéril.

Perdas agrícolas e financeiras

Usar recursos de forma sustentável não é apenas benéfico para os humanos, mas ajuda a preservar a biodiversidade e proteger os recursos e a terra para o futuro.

A mudança climática local que ocorre com o desmatamento pode ter efeitos devastadores para os agricultores. Com menos chuva, as safras normalmente não conseguem água suficiente para prosperar e produzir um bom rendimento, e às vezes ocorre escassez de alimentos. A diminuição da oferta geralmente faz com que os preços das safras subam, o que pode ter efeitos econômicos de longo alcance em todo o mundo. O aumento do custo nem sempre garante que os agropecuários possam arcar com suas despesas operacionais, e muitos agricultores acabam mal conseguindo equilibrar as contas, pegando empréstimos ou até pedindo falência. Mesmo quando os sistemas de irrigação estão disponíveis, a falta de precipitação geralmente reduz o lençol freático, tornando o uso desses sistemas um desafio maior.

Erosão do solo

As raízes e caules das plantas criam uma rede intrincada que torna mais difícil que a sujeira seja varrida por forças como o vento e a água. Com menos plantas, essa estrutura natural se torna menos eficaz em manter o solo no lugar, e a erosão se torna mais provável, especialmente se o desmatamento já fez com que o solo se tornasse extremamente seco. Quando as chuvas acontecem, os deslizamentos de terra podem ocorrer com mais facilidade.

Aquecimento global

Árvores e outras plantas convertem dióxido de carbono em oxigênio respirável . O desmatamento significa que não há tantas plantas para fazer esse processo. Para complicar a questão, sempre que as plantas queimam – o que pode acontecer intencionalmente para limpar a terra ou naturalmente, como em um raio – elas liberam dióxido de carbono no ar. Esse gás natural torna mais difícil o calor escapar da Terra de volta ao espaço, potencialmente contribuindo para o efeito estufa e aumentando o aquecimento global.

O aumento das temperaturas mundiais ao longo do tempo é um tópico muito debatido, com alguns indivíduos chegando a dizer que todo o conceito de aquecimento global nada mais é do que uma farsa apoiada por ambientalistas radicais. A maioria da comunidade científica, no entanto, a reconhece como uma realidade, embora haja algum debate sobre as causas subjacentes. Os cientistas costumam alertar sobre os efeitos significativos de longo prazo das mudanças climáticas, como a falta de habitat para espécies como os ursos polares devido ao derretimento do gelo ártico.

Deslocamento Cultural

In many cases, the people who live in a forested area do not have legal rights to the property. They are there simply because their ancestors were there, and because the land remained suitable enough to sustain continued generations over time. Companies that want to develop these regions sometimes make efforts to help native people transition into a more industrial lifestyle, but often, groups are simply pushed out of the way onto different land. These individuals generally have to adapt quickly to survive, and even when they do, the changes they accept often put them at risk of losing their traditional ways of life.

Addressing the Problem

Planting more trees is a simple way to fight the negative effects of deforestation, but depending on the species used, people usually have to wait many years before the forest matures. It takes even more time for other organisms to get used to the area and make it their own in a distinct ecosystem. The high rate of destruction, therefore, requires that people also take more immediate steps to fix the problem.

Some individuals and businesses are taking a stand for the environment by going paperless, using technology to communicate, perform tasks and keep records. Recycling also helps reduce the amount of trees that are cut down unnecessarily. Supporting groups such as the Forest Stewardship Council is an additional option, as is lobbying for increased regulations related to environmental protection and the power of logging, construction, road, mining and hydroelectric dam companies.