A vocalização é uma característica comum dos papagaios na natureza, razão pela qual algumas pessoas tentam ensinar papagaios de estimação a falar.

As características do comportamento do papagaio podem variar de acordo com a espécie. Uma característica que muitos psitacídeos compartilham, entretanto, é a habilidade de assobiar e falar. Muitas espécies de papagaios também são capazes de imitar vários sons. O fato de um papagaio ser inclinado a formar palavras ou simplesmente imitar sons pode ser influenciado por fatores ambientais. O comportamento de um papagaio selvagem pode diferir um pouco daquele de um animal doméstico, embora ambos compartilhem instintos semelhantes.

As cacatuas são pássaros tipicamente sociais.

A vocalização é uma caracterização comum dos papagaios na natureza. Em um habitat natural, os papagaios normalmente vocalizam no início da manhã e no final do dia. Alguns se referem a essa vocalização como guinchos ou guinchos, mas é realmente assim que os papagaios se comunicam. Também é instinto para um papagaio permanecer absolutamente quieto quando se sente assustado ou ameaçado.

Os papagaios – mesmo os selvagens – são pássaros sociais.

Outra característica comum do comportamento dos papagaios é o bando. O comportamento de flocagem costuma ser feito durante a busca de comida ou durante o vôo. No habitat natural de um pássaro, é comum encontrar um bando de papagaios empoleirado nas copas das árvores, pois os papagaios não são criaturas solitárias. Os papagaios domésticos que são mantidos como animais de estimação podem se relacionar com um pássaro de companhia ou com um dono e cuidador.

Nem todas as espécies de papagaios apresentam as mesmas características. Por exemplo, o comportamento de um papagaio cinza africano tende a ser um pouco diferente do de uma amazona de testa azul. Embora os cinzas africanos sejam considerados os mais inteligentes da espécie, esses pássaros tendem a ser mais tímidos e tímidos do que um papagaio-da-amazônia ou uma cacatua. Como animal doméstico, o cinza africano tende a se vincular a uma pessoa, ao passo que não é incomum que outras espécies de papagaios se unam a vários membros da família.

As araras são as maiores de todas as espécies de papagaios, e essas aves também são consideradas as mais barulhentas. As variedades de arara incluem o azul e o dourado, o escarlate e o muito raro jacinto. O comportamento comum dos papagaios das araras seria um forte instinto de mastigação. Na natureza, os papagaios mastigam cascas de árvores, sementes e nozes para evitar que seus bicos cresçam demais.

Papagaios mantidos em cativeiro ocasionalmente exibem comportamento autodestrutivo. O comportamento do papagaio conhecido como arrancar penas pode ser devido ao tédio ou à falta de estimulação e exercício. É por isso que é necessário fornecer a um papagaio de estimação atividades estimulantes, brinquedos e interação social. É raro os papagaios na natureza arrancarem as penas devido à frustração ou tédio, pois há muitas oportunidades para os pássaros permanecerem ativos e satisfazerem seus instintos naturais.