As caudas dos ratos são preênseis e também podem ajudar a manter o animal resfriado.

A cauda de um animal pode servir ao animal de muitas maneiras diferentes. Quando essa pergunta é feita, você vê as explicações disso principalmente como uma medida de contrapeso para o animal. As espécies arbóreas podem exigir um equilíbrio muito específico ao caminhar sobre galhos finos de árvores. Mesmo em um gato, onde a cauda nem sempre é útil, seu mecanismo permite que ele “pouse de pé” se o gato cair.

Os macacos podem usar suas caudas como um membro extra.

Outras espécies arbóreas, como o gambá, têm caudas que podem realmente ajudá-las a se pendurar nas árvores e pegar os galhos conforme necessário. Muitos primatas , como os lêmures, também o usam para aumentar a habilidade de subir em árvores e fornecer equilíbrio. No entanto, o equilíbrio não é a única explicação.

Em muitos macacos do novo mundo, as caudas são preênseis. A cauda preênsil permite ao animal agarrá-la ou agarrá-la. Ele pode se agarrar a galhos de árvores ou até mesmo arrancar comida de arbustos. Isso realmente serve como uma mão extra. Alguns animais têm o que é chamado de cauda parcialmente preênsil. Não pode ser usado para coletar alimentos, mas pode ser usado para segurar árvores. Animais com cauda parcialmente preênsil incluem ratos, porcos-espinhos e tamanduás, bem como répteis como cobras e muitas espécies de lagartos e tritões.

Os escorpiões podem usar suas caudas como arma.

Uma cauda pode ter funções completamente diferentes para um animal. Obviamente, um cavalo não precisa agarrar ou agarrar árvores. Cavalos e outros animais de fazenda, como vacas, usam caudas principalmente para ajudar em seu conforto. Sua ação de swishing pode ajudar a evitar que as moscas irritantes piquem o animal. Muitos outros animais têm essa ação de mata-moscas, como a girafa, a zebra e o elefante.

Os golfinhos usam suas caudas para impulsioná-los na água.

A cauda e suas penas nos pássaros podem servir de várias maneiras. Primeiro, em pássaros que voam, pode ser usado para direcionar e melhorar a aerodinâmica durante o vôo. Pássaros que não voam, como os pinguins, os usam ao nadar para mudar de direção. As caudas nos pássaros machos freqüentemente ajudam a atrair parceiros. Em nenhum lugar isso é mais evidente do que no pavão, que tem penas elaboradas destinadas a despertar o interesse das pavoas.

Em animais marinhos, as caudas são extremamente importantes. Impulsos poderosos da cauda do golfinho o empurram para frente mais rapidamente. Em muitas espécies de peixes , ele também promove uma natação melhor e mais rápida e capacidades direcionais.

Os crocodilos usam suas caudas como arma.

A cauda do lagarto pode ser parcialmente preênsil, mas também é usada como mecanismo de defesa. Quando os lagartos tentam escapar de predadores, muitos deles têm caudas que podem se desprender com segurança. Isso permite que o lagarto escape de um predador que o agarra. Além disso, o lagarto pode criar um novo depois de ser separado, para que possa viver para se defender mais um dia.

A cauda de um pavão macho é usada para atrair uma parceira.

Existem algumas caudas muito especializadas no reino animal. O chocalho no final da cascavel é um aviso para os predadores ficarem longe. Os cervos usam suas caudas para comunicar um perigo potencial. O ferrão poderoso na ponta da cauda do escorpião é uma arma excelente, assim como a cauda longa e forte do crocodilo. Os texugos têm uns chatos, úteis para nadar e dar avisos, e os cães os usam para comunicar emoções. Benefícios específicos em cada animal são freqüentemente adaptados de forma bonita às necessidades do animal.